Bitcoins: novas estratégias para o mercado food service?

A atual evidência das moedas digitais tem chamado a atenção do mercado e dos vários segmentos que o compõem. Para quem não sabe, bitcoins, como o próprio nome sugere, são moedas digitais que você pode enviar pela internet. Elas podem ser encaminhadas de uma pessoa à outra sem que haja intermediação de um banco ou instituição similar. Dessa forma, a taxa cobrada pelas transições é relativamente menor. Vale lembrar que as bitcoins são moedas descentralizadas, ou seja, é possível usá-las em qualquer país. As criptomoedas são utilizadas para compras, com a premissa de sua praticidade e grande abrangência.

Diante deste cenário, muitas empresas optaram por adotar estratégias para contemplar o uso das criptomoedas. E, no caso do setor alimentício, não foi diferente. Em 2017, a rede de fast food Burger King criou a sua própria moeda digital na Rússia, a Whoppercoin, gerada após a compra de sanduíches nas unidades consideradas. As criptomoedas, por sua vez, permaneciam em uma carteira virtual, podendo ser usadas apenas para aquisições na loja.

O caso mais recente veio de outra empresa conhecida, a KFC do Canadá, que passou a aceitar o pagamento em bitcoins. Além disso, a rede também aproveitou a ocasião para lançar o “Balde Bitcoin”, produto desenvolvido especialmente para compra por meio das moedas digitais. No produto especial está incluso: um balde de frango frito, batatas fritas, um segundo acompanhamento e um molho e dois tipos de condimento.

Em sua rede social Twitter a companhia afirmou que, apesar da instabilidade das criptomoedas, a receita original do idealizador permanece tão saborosa quanto antes. Em seguida, foi sugerida a troca das moedas digitais pelo novo produto em questão. A empresa brincou com a ideia de não entender muito sobre o funcionamento das criptomoedas, mas que a troca delas pelo “Balde Bitcoin” deve ser feita. “Invista em algo em que você possa lamber os dedos de tão gostoso”, completou o texto do anúncio.

Apesar da novidade quanto à compra de seus produtos, a proposta da companhia KFC ainda se encontra em fase inicial. Dessa forma, o consumidor só poderá adquirir o produto por meio do site canadense para entrega em domicílio. Vale lembrar que a compra deverá ser feita pelo BitPlay, processador de pagamento de criptomoedas. A KFC do Canadá ainda ressaltou que a promoção é por tempo limitado, mas garantiu que mais opções para quem investe nas criptomoedas entrarão em vigor muito em breve.

E você, o que achou da novidade? Acredita que o setor alimentício deve investir no pagamento por meio das bitcoins? Pensa que é uma boa estratégia em curto ou longo prazo? Não deixe de contribuir para o nosso debate. A sua opinião é muito importante para nós, comente!

2018-09-13T16:45:40+00:0019 de janeiro, 2018|Notícias|

Deixar um comentário