Em uma empresa ou indústria, realizar o controle de processos é apenas o básico para que tudo saia conforme o planejado.

E para que uma boa gestão empresarial seja feita, não é necessário apenas se preocupar com a produção e a entrega de algum produto ou serviço ao cliente final. Também é preciso estar atento com os outros processos e áreas que fazem parte da organização.

Até porque, se tudo não funcionar corretamente a empresa não terá crescimento e logo não apresentará bons resultados, certo?

Por isso, o ideal é que os gestores, diretores e tomadores de decisão invistam em soluções que integrem todas as áreas, com o intuito de aumentar a performance das equipes, trazendo melhores resultados financeiros ao negócio.

Quer saber mais? Continue acompanhando o texto para que possamos te apresentar uma solução. Vamos lá?

controle de processos

O que é sistema ERP?

Você já ouviu falar em sistema ERP?

O sistema ERP (Enterprise Resource Planning) é uma tecnologia que busca facilitar a gestão de uma empresa integrando todas as informações em apenas uma ferramenta.

Também conhecido como Sistema Integrado de Gestão ou Sistema de Recursos Empresariais, o software se tornou uma solução praticamente obrigatória para um controle mais assertivo do negócio.

O sistema reúne todos os módulos de atividades de diferentes setores como financeiro, vendas e recursos humanos em um só lugar.

Dessa forma, é possível não apenas ter acesso às informações estratégicas da empresa mais rapidamente, como também tomar decisões assertivas em menor tempo.

Tudo isso contribui para um maior ganho em desempenho e produtividade, refletindo principalmente na lucratividade da empresa.

O que você deve entender sobre o sistema ERP?

Agora que você já sabe o que é sistema ERP, é hora de entender como a tecnologia auxilia no controle de processos em uma empresa ou indústria.

Primeiramente, é necessário que o gestor tenha cada processo bem definido ou desenhado. Por quê? Pois o sistema ERP poderá agir com muito mais eficácia do que se não houver organização nos processos.

Outro detalhe importante é que o software de gestão tem a função de auxiliar uma empresa com suas atividades internas, certo? Porém, a ferramenta não atua sem os dados ou métricas que só podem ser fornecidos por líderes e responsáveis da área.

Aqui vai outra dica: tenha em mente também do que a sua empresa precisa e se o software pode te ajudar a conseguir melhores resultados. Assim, você evita gastos em seu orçamento e também frustrações.

Mas afinal, o que queremos dizer com tudo isso?

Que na prática o sistema ERP não fará todo o trabalho sozinho. Isto é, seu funcionamento só será completo com a boa gestão dos responsáveis. Por isso, se organize e tenha em mente tudo o que o software precisa para funcionar corretamente.

Faça um check-list e veja se a sua empresa:

  • Possui áreas definidas mas que não conversam entre si;
  • Enfrenta desafios relacionado à gestão de dados;
  • Necessita capacitar mais seus colaboradores;
  • Precisa economizar tempo em gestão.

Sabendo de algumas das principais necessidades que a sua empresa possui, e entendendo alguns detalhes iniciais do sistema ERP, fica mais fácil analisar se a adoção do software será mais estratégica e trará mais resultados.

Leia também: A importância do sistema MRP ou ERP para a sua indústria

CTA - 16 erros ao adotar ERP

O que o sistema ERP busca melhorar?

Imagine a seguinte situação: uma empresa de grande porte que possui diversas áreas, como administrativo, vendas, marketing, recursos humanos, departamento pessoal, entre outros.

Você, como o dono da empresa ou indústria, precisa das informações de cada segmento, seja por meio de relatórios ou por algum outro meio. Reunir todos esses dados pode ser trabalhoso, certo?

Isso porque cada setor possui seus números e muitas vezes depender de cada gestor da área pode levar mais tempo do que se espera, fora que um relatório pode demorar alguns dias para ser feito. Afinal, não é necessário apenas ter acesso às informações, também é preciso interpretá-las.

É aí que o sistema ERP entra em cena!

Acesso facilitado às informações

O software não só centraliza as informações de cada de setor em um só lugar como também permite o ágil acesso a elas, permitindo uma visão mais horizontal do negócio ao gestor.

Pense em quanto tempo um diretor pode economizar utilizando o sistema ERP em sua empresa. E não é apenas isso!

Economia de custos

O gestor também pode economizar em custos operacionais e administrativos por meio da automação de processos. Ou seja, o sistema permite que a empresa ou indústria execute cada atividade gastando menos, seja em contratações ou até com materiais para impressão de planilhas e relatórios.

E o que é melhor: todos os processos podem ser acompanhados em tempo real, permitindo uma tomada de decisão ainda mais assertiva.

Mais rastreabilidade

A rastreabilidade é essencial para um melhor controle de estoque. E, com o sistema ERP, também é possível tornar esse processo mais otimizado.

Por meio da rastreabilidade, é possível acessar o histórico de um produto, evitando a perda de informações e da própria mercadoria por validade, que geram prejuízos financeiros. Assim, você assegura a procedência e reforça a segurança aos consumidores.

Imagine poder rastrear um lote de produtos em segundos? Com o sistema ERP é possível!

Análise de dados

Como dito acima, o sistema ERP analisa dados estratégicos em tempo real, permitindo mais segurança na tomada de decisões.

O rápido acesso a relatórios gerenciais permite que as empresas acompanhem não apenas o que a sua empresa ou indústria têm realizado, como possibilita uma comparação das tendências do mercado, contribuindo para estratégias mais efetivas.

Diferencial e mais satisfação dos clientes

Quem investe em tecnologia anda junto ou até à frente da concorrência, possuindo um diferencial de mercado.

Outro ponto a favor é que o acesso às informações otimiza a produção, contribuindo para uma entrega mais rápida aos clientes e, consequentemente, para mais satisfação dos clientes com o produto ou serviço do negócio.

Mobilidade para o negócio!

O sistema de controle de processos pode ser projetado através da tela de smartphones e tablets, permitindo mais mobilidade na gestão.

Dessa forma, o gestor não fica limitado ao espaço físico da organização para ter acesso às informações da empresa ou indústria. Isto é: mais praticidade e agilidade na tomada de decisões!

Conclusão

Diante de todas as suas funções que buscam principalmente a otimização de produção, o sistema ERP pode ser definido como um software para indústria ou para empresas de pequeno ou grande porte.

Suas funcionalidades buscam melhorar o controle de processos, como também:

  • Tornar as informações mais acessíveis para análise gestão;
  • Aumentar o desempenho da equipe de colaboradores;
  • Permitir que decisões sejam tomadas de qualquer lugar;
  • Economizar tempo e custos em cada processo;
  • Rastrear produtos rapidamente, evitando perdas.

Vale lembrar que quem investe em tecnologia pode aumentar sua receita em até 70%. Portanto, considere a adoção, estude as opções e implemente em sua empresa ou indústria!

Queremos saber a sua opinião! Deixe o seu comentário abaixo e compartilhe o texto em suas redes sociais. Esperamos ter ajudado. Até a próxima! 🙂

Quer saber mais sobre a ferramenta de Gestão Empresarial?
Converse agora com um dos nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.