Ter uma boa gestão do controle de qualidade dentro da sua indústria pode significar muito para a imagem da sua empresa. Além de, naturalmente, ser muito perceptível para o seu cliente.

Em contrapartida, não ter esse controle pode trazer sérios danos à sua indústria.

A gestão da qualidade da matéria-prima conta muito para manter essa logística organizada, já que ela contempla basicamente o processo de análises, inspeções e gestão de toda a matéria-prima que foi entregue em sua fábrica, e que será utilizada em uma produção.

Mas, e se o controle for mal executado? Quais os riscos à indústria ou à empresa? Continue acompanhando para descobrir. 🙂

Na falta, quais os riscos?

Quando a indústria recebe a matéria-prima dos fornecedores, é necessário realizar várias análises, testes e inspeções para ter a certeza da qualidade do material entregue, e também se ele atende às especificações solicitadas.

Na falta de um controle da qualidade dos insumos da produção, sua empresa pode correr sérios riscos. Isso além de prejudicar a imagem do produto e da organização.

Imagine que você finalizou a produção de um determinado produto e, ao passar pela área de controle de qualidade, foi identificado uma não conformidade que impossibilitou o uso daquele lote fabricado. A pessoa responsável foi rastrear todo o processo para identificar a causa do problema e constatou que toda a matéria-prima utilizada, ou parte dela, não atendia às especificações do produto que seria fabricado.

Isto nos leva apenas à uma conclusão: prejuízo total! E por quê?

Mesmo com toda alocação da mão de obra durante a produção, mantendo as máquinas trabalhando, é necessário o uso de outros insumos para compor aquela produção. O resultado: será necessário jogar todo aquele lote no lixo.

Resumindo, na falta das análises e inspeções, é possível comprometer uma produção inteira e causar prejuízos, como:

  • Tempo perdido da mão de obra utilizada na produção;
  • Tempo perdido das máquinas utilizadas na produção;
  • Compra de matéria-prima que veio com problemas e sem a possibilidade de devolver ao fornecedor, pois ela já foi utilizada;
  • Perda de todos os outros insumos misturados durante aquela produção;

Sem contar que esses problemas, causado pela falta de controle da qualidade dos insumos, ainda podem afetar a imagem da fábrica.

Ou seja, é mais barato ter a gestão do controle de qualidade ativa e operante em toda a produção do que conviver com o problema por negligência.

controle de qualidade

Controle de qualidade: imprescindível!

Se formos pensar em valores financeiros, devemos ter algumas perguntas em mente como:

  • Quanto custa a hora da sua máquina ligada e do seu profissional alocado em uma determinada produção?
  • Qual o custo do material utilizado?
  • Quanto vai sair o retrabalho para refazer toda a produção?

Se fizer os cálculos, poderá jogá-los fora se tiver um problema qualquer com a utilização da matéria-prima danificada.

Essas são as principais questões que o gerente de produção precisa se preocupar. Investir em um controle de qualidade da produção é essencial para tornar seus processos mais eficazes e sua empresa competitiva.

Não se esqueça de comentar abaixo e compartilhar o texto em suas redes sociais. Esperamos ter ajudado. Até a próxima! 🙂

Ficou interessado em saber mais sobre controle de qualidade?
Entre em contato com um de nossos consultores.
O bate-papo é sem compromisso! 🙂