Prefere áudio? Então clique e ouça este artigo

Realizar a gestão financeira em uma empresa requer muita atenção, especialmente em um cenário de crise para a economia.

A redução no movimento de clientes afeta diretamente o lucro e a falta de mão de obra impacta na produtividade do estabelecimento. Por esses e outros motivos, reinventar a forma de funcionamento da empresa, adotar o home office e manter alto nível de controle sobre as finanças são algumas das ações de contenção dos prejuízos causados pelo crescimento da pandemia.

Neste blog, vamos abordar as boas práticas da gestão financeira, e de alguns pontos de atenção para que o empreendedor se prepare e possa superar esse momento de crise.

Para evitar que uma má gestão financeira gere danos à empresa, existem hoje no mercado algumas soluções que auxiliam os gestores com essa tarefa que faz parte da rotina de qualquer organização, com o principal intuito de tornar esse controle financeiro mais prático e minimizar as dores.

É o caso da tecnologia ERP, que ao se desdobrar, disponibiliza um módulo específico para o gerenciamento financeiro. Essencial para quem quer simplificar e automatizar as rotinas desse processo em sua empresa.

ebook 6 vantagens em usar um sistema erp financeiro

Ficou curioso(a) para conhecer essa solução?

Então acompanhe o texto e veja o que comentamos sobre os principais problemas enfrentados pelos gestores e saiba como um bom ERP pode te auxiliar no financeiro do seu negócio. Vamos lá?

O que é ERP?

Você sabe o que é ERP?

A sigla de Enterprise Resource Planning, que se traduz como “Planejamento dos Recursos Corporativos”, tem como principal objetivo reunir e integrar todos os dados da empresa em apenas uma ferramenta.

Infográfico Gestão Financeira ERP

Além disso, o sistema ERP contempla a gestão do setor financeiro da empresa, tornando o levantamento e a análise dos dados menos burocrática e mais ágil.

Para os líderes e tomadores de decisão, essa tecnologia se apresenta como uma solução que não apenas assegura um controle mais estratégico das finanças como também garante a longevidade do negócio.

Lembre-se que, dentre os principais motivos de fechamento de empresas no Brasil, 50% ocorre devido à má gestão financeira. Por isso, buscar por soluções tecnológicas pode evitar muitas dores de cabeça.

E quanto às dores do gerenciamento financeiro?

Em todo e qualquer processo de gestão existem dificuldades que assombram os gestores.

E, no caso da gestão financeira em uma empresa, a situação não é muito diferente. Até porque estamos lidando com capital, isto é, tudo o que entra e sai de uma organização, além dos recursos e orçamentos que devem ser seguidos à risca.

Sabendo disso, quais têm sido as principais dores dos gestores quanto a esse controle e de que forma a tecnologia pode auxiliar com uma gestão financeira e empresarial mais assertiva?

É o que vamos descobrir logo abaixo. Acompanhe-nos nessa leitura para ficar mais por dentro desse assunto!

1. Não controlar o fluxo de caixa corretamente

No dia a dia de uma empresa, são várias as movimentações que podem acontecer e que devem ser apuradas. Por isso, se atentar ao fluxo de caixa é essencial para uma boa gestão financeira.

No entanto, muitos gestores podem não fazer esse controle de forma correta, ou ainda não realizá-lo frequentemente, o que dificulta a visualização dos resultados reais da empresa.

Além disso, o não lançamento das previsões a serem recebidas ou pagas sem o comparativo com os indicadores atualizados também atrapalha a gestão financeira, comprometendo até mesmo a saúde monetária da organização.

Com o sistema ERP o gestor centraliza todas essas informações em apenas uma ferramenta, o que permite a visualização mais prática de alguns pontos importantes como saldo, lançamentos em conta corrente e até conciliação bancária automática, utilizando a importação de extrato.

Tudo isso contribui para uma gestão mais estratégica do fluxo de caixa, evitando que o gestor fique refém de planilhas manuais, por exemplo, que levam tempo para serem preenchidas e não garantem a assertividade dos dados inseridos.

melhorar a gestão financeira
Conte com uma equipe especializada para que os lançamentos estejam sempre atualizados.

2. Perder o controle do orçamento e acumular dívidas

Todo negócio precisa de dinheiro para rodar. Porém, planejar o orçamento é essencial para evitar gastos além do necessário e que podem trazer muitos prejuízos financeiros à empresa.

Muitos gestores têm em mente as etapas operacionais, mas não possuem controle do que pode ou não ser gasto, e isso é um problema.

Outra situação comum é a empresa que possui recursos financeiros mas não sabe usá-los corretamente, o que também compromete o orçamento previsto.

Em ambos os casos, o sistema ERP surge como uma ferramenta essencial para a gestão financeira do negócio.

software para gestão financeira

Esse acompanhamento torna a gestão financeira da empresa mais prática e facilita a tomada de decisão estratégica dos gestores, já que eles podem acompanhar tudo em tempo real e o que é melhor: de qualquer lugar.

Dessa forma, você não perde o controle do orçamento, evita dívidas e aproveita os recursos da melhor forma.

3. Não garantir metas para o orçamento financeiro

Mais importante do que planejar o orçamento é estabelecer metas e a aplicação correta dos recursos, certo?

É comum que os gestores não estipulem de que forma o dinheiro que entra na empresa será gasto, ou se o valor capital de giro pode cobrir as pendências do negócio.

Sistema ERP para gestão financeira

Essa solução também possibilita que os profissionais responsáveis acompanhem os suprimentos de valores com mais praticidade, como:

  • Acerto de viagens;
  • Acerto de despesas;
  • Controle de adiantamento financeiro;
  • Contabilização de despesas de viagens;
  • Devolução de valores.

Tudo isso se converge em mais agilidade no cálculo dos valores, evitando retrabalhos e contas feitas através de fórmulas em planilhas manuais, vulneráveis a erros de digitação, por exemplo.

Integrando todos os dados financeiros da sua empresa em um sistema ERP fica mais fácil garantir metas do orçamento da empresa e se atentar às provisões de valores, obrigatórias em qualquer negócio.

4. Não se atentar ao controle de conciliação bancária

Apesar da importância em conciliar os dados bancários, é comum que muitos gestores não realizem esse processo com frequência. E isso também pode gerar prejuízos financeiros ao negócio.

O fato é que apurar e conciliar as contas apenas uma vez por semana ou quinzenalmente é uma realidade muito comum a vários empresários e profissionais da área, sob o pretexto de que são muitos os controles a serem realizados.

O sistema ERP completa a gestão do setor financeiro da empresa

Em outras palavras: não haverá um fluxo de caixa real. É preciso ter um saldo bancário que condiz ao que o gestor possui no banco. E nisso o sistema ERP é capaz de auxiliá-lo, principalmente permitindo a visualização da conta por empresa, filial ou de acordo com a sua organização.

5. Não garantir a segurança na gestão financeira

Além de garantir a exatidão nos cálculos, é importante assegurar que suas informações financeiras sejam devidamente armazenadas. Por questões estratégicas ou de segurança de dados, é recomendável que o acesso a dados financeiros da empresa seja limitado aos gestores e aos profissionais da área.

Assim, havendo mais controle do seu fluxo de caixa e suprimento de valores, além da conciliação bancária, fica mais fácil para o gestor entender para onde o seu dinheiro está indo, evitando mais gastos e, em alguns casos, até desvios dentro da própria empresa.

Os dados financeiros em apenas um software garante mais segurança

É como resguardar todas as movimentações e aumentar a segurança das transações, tornando-as automáticas com a solução ERP.

Fale com nossos consultores e saiba como minimizar perdas e retrabalhos!

Case de sucesso Emfal e Teknisa

Conclusão

Fazer a gestão financeira pessoal e empresarial pode não ser a tarefa mais simples a se fazer, porém é inegável que esse trabalho é essencial para garantir que os recursos não se percam.

Para empresários e profissionais do setor financeiro, contar com um tecnologia que os auxiliem a lidar com essa rotina não apenas evita erros como também aprimora a performance da equipe, tornando-a ainda mais qualificada.

Dessa forma, o sistema de gestão financeira otimiza algumas atividades relacionadas às principais dores de quem empreende, como:

  • Mais controle do fluxo de caixa;
  • Melhor gestão do orçamento e suas metas;
  • Acompanhamento da conciliação bancária;
  • Mais segurança nos trâmites de cada atividade.

A Solução ERP é ideal para a gestão financeira

Hoje em dia, existem muitos sistemas ERP que propõem bons sistemas para a gestão financeira, mas vale avaliar alguns pontos que podem fazer a diferença não só na gestão, mas também no bolso de quem vai adquirir um sistema como este.

Neste momento tão delicado, em que muitas empresas se encontram atuando no modelo home office, é bom ficar atento aos benefícios de contar com um sistema ERP 100% na nuvem (WEB) e de parametrização fácil e rápida para colocar a sua empresa em conformidade com as novas legislações autorizadas pelo governo diante da pandemia do Coronavírus.

A Teknisa disponibilizou gratuitamente todos os cursos referentes às suas soluções em sua plataforma EAD para que os profissionais de diversas áreas se capacitem durante o período de quarentena. Conheça o sistema ERP! Basta se cadastrar na página abaixo e aproveitar!

EAD gratuito Teknisa

Entre em contato com um de nossos consultores e tire suas dúvidas sobre a sua gestão financeira, e conte com a Teknisa para apoiar sua empresa!

Ah, não se esqueça de comentar e compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais. Até a próxima!

Quer saber mais sobre o sistema de gestão ERP?
Converse agora com um dos nossos consultores e tire todas as suas dúvidas.