Gestão de Capital Humano através da tecnologia

Avaliação de desempenho, realização de pesquisas de clima, de treinamentos e de seleções, definição de cargos e de salários e efetuação de admissões e de rescisões são algumas das tarefas desempenhadas pelos profissionais da área de recursos humanos.

Além de disseminarem a cultura e os valores da empresa, os profissionais de RH têm a difícil missão de atrair e de reter talentos, mapear habilidades e contribuir para um ambiente onde as relações de trabalho sejam reconhecidas e valorizadas.

As ferramentas de Gestão de Capital Humano têm um papel importante nessa área, já que possibilitam uma melhor avaliação pessoal, viabilizando o desempenho da gestão de carreira desde o recrutamento até a seleção de candidatos. Ter um banco de currículos torna o trabalho dos headhunters mais ágil e rico, com entrevistas mais assertivas, candidatos que atendem o perfil através do gerenciamento de competências, além de ser uma ferramenta para garantir maior organização nas etapas dos processos seletivos.

Também durante entrevistas, dinâmicas de grupos e rodadas de negócios, é possível ter o auxílio dos sistemas do capital humano, que possibilitam uma melhor logística durante o processo, como, por exemplo, aprovação dos candidatos para as próximas etapas, comunicação com eles através do sistema, comentários sobre o desempenho dos candidatos durante as etapas, indexação de documentos, testes, além da realização de admissão do candidato pelo portal para a prática dos procedimentos que envolvem a rotina de departamento pessoal: folha de ponto, acesso a recibos de pagamentos, folha de pagamento etc.

Integrando todas as áreas de apoio através de um único sistema

Software para Gestão de Pessoas

Cada colaborador da empresa representa uma ponta do trabalho do profissional de Recursos Humanos, agora imagine uma empresa com 100, 200, 300 funcionários? Ter um software para Gestão do Capital Humano significa se movimentar estrategicamente, considerando todos os indicadores necessários para sucessões, turnover, absenteísmo, produtividade, avaliações de desempenho, clima organizacional, custos, entre outros.

Integrar a Gestão de Capital Humano com as áreas de controladoria, finanças e administrativa torna o trabalho do dia a dia mais fluido e estabelece uma estrutura de informação contínua entre as áreas, minimizando erros ocorridos por falha humana.

Hoje, os sistemas são projetados para transitar entre essas áreas e levar soluções para cada âmbito. Uma empresa que possui integração de sistema da área financeira e humana, por exemplo, consegue realizar cruzamento de dados individuais ou coletivos, considerando o momento econômico e elaborando diferentes cenários. Projeções, comparativos e cargos e grupos de cargos x colaborador, avaliações de contratos, orçamentos, comparativos de índices salariais, progressão de salários mediante o orçamento da empresa e de cada área também são cruzamentos possíveis de um bom sistema.

As atividades administrativas da área também são beneficiadas pelos softwares para Gestão de Capital Humano, contando com check list de folhas de pagamento, medicina e segurança do trabalho, controle de frequência, remunerações, benefícios e processos trabalhistas.

Os sistemas permitem o acompanhamento desses itens fazendo a gestão dos pontos críticos, extraindo relatórios e indicadores que ajudam não só na informação, mas também na hora de tomar alguma decisão, que será mais assertiva se baseada em performance e dados.

O Departamento de RH enquanto ferramenta estratégica

Já é um fato que o departamento de RH tem um papel estratégico na corporação, sua responsabilidade ultrapassou as tarefas do dia a dia e passou a contribuir para aumentar a competitividade da empresa, gerando resultados e desenvolvendo competências.

Isso é possível através de colaboradores engajados, que contribuem para que o clima da organização seja positivo e sabem que têm seus talentos e habilidades reconhecidos. Mas como a empresa consegue esse colaborador? O engajado, que acredita nos valores e tem suas visões alinhadas com as da empresa? Tarefa difícil, não é mesmo?
Engajar colaboradores e líderes é fundamental e o primeiro passo é ser específico, definir metas, dar orientações e estar sempre presente direcionando líderes e equipes. O reconhecimento, as bonificações por mérito e feedbacks também afetam o ambiente de maneira positiva. Líderes e liderados engajados aumentam a produtividade, otimizam custos e melhoram a gestão e resultados da empresa.

Não deixe de avaliar a melhor solução para a sua organização, levando em conta não só as soluções administrativas, mas também soluções pessoais, de relacionamento, que auxiliam na hora de progressões, reconhecimentos, gestão de carreira e desenvolvimento pessoal.

Escrito por Central de Vendas

Publicação de informações baseadas nos principais questionamentos dos nossos clientes. O conteúdo é pesquisado interna e externamente para garantir respostas relevantes e de cunho gerencial.

Ver todos artigos do autor