Como expandir seu negócio através de uma loja virtual?

Sua empresa está se desenvolvendo e você quer dar o próximo passo para expandir seu negócio? Um dos caminhos que podem concretizar esse planejamento é explorar o e-commerce e começar a vender também online.

Criar uma loja virtual é oferecer mais um canal para aumentar os volumes de venda do seu negócio. E se engana quem pensa que essa é uma ótima solução apenas para oferecer produtos. A contratação de serviços de forma online também têm crescido nos últimos anos.

Quer entender melhor como um loja virtual pode expandir seu negócio? Continue lendo o post que preparamos.

Por que abrir uma loja virtual?

Diversificar os canais de venda é uma das principais opções para empreendedores que querem dar o próximo passo para o negócio continuar crescendo.

O momento de investir no e-commerce é agora.

Em 2018, o mercado brasileiro de venda online cresceu 12,5% e a estimativa para esse ano é que o crescimento seja ainda mais significativo, em torno de 19% (esses são dados da ABComm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). Atualmente, são 675 mil lojas online em todo o país e foram 220 milhões de pedidos na lojas virtuais no ano passado, gerando um faturamento de R$ 69 bilhões.

Ano após ano aumentam também os índices de consumidores que preferem concretizar compras remotamente. Quem ainda não está vendendo online, vai precisar se adequar à essa nova realidade. Seu concorrente pode já estar vendendo online e você não vai querer ficar para trás, não é mesmo?

Além disso, os custos para manter uma loja virtual normalmente são bem mais baixos do que para manter uma loja física e manter um canal de vendas online ajuda também a impulsionar as vendas físicas.

plataforma de e-commerce

Quais são os primeiros passos para abrir minha loja virtual?

Se você quer diversificar os canais de venda e explorar as vendas online, existem alguns passos que você precisa realizar para seguir com esse planejamento.

1. Entenda e explore as necessidades do mercado

Nessa etapa, vale estudar que tipo de demanda o mercado em que você atua tem. Isso irá te ajudar a definir que tipo de produto ou serviço você irá oferecer para contratação online, como você irá oferecê-los e quais serão os valores de venda.

Entenda a abertura dos seus consumidores (você pode inclusive fazer pesquisas com seus atuais clientes) e perceba como uma loja virtual traria comodidade e praticidade para essa nova experiência de consumo.

Você irá oferecer os mesmo produtos/serviços que oferece nos pontos de venda offline? Irá oferecer novas opções? Irá vender as opções de já têm de outra forma? Existe alguma lacuna de mercado que a sua marca pode preencher? Essa fase precisa terminar com esses pontos desenhados.

Leia mais – Como calcular o custo dos produtos vendidos?

2. Defina os novos processos

Mesmo que seu negócio já tenha processos de venda e logística bem definidos e que funcionem muito bem, vender online demanda uma nova forma de pensar.

O mundo do e-commerce tem suas próprias especificações e você precisa se planejar em relação a elas, para que o impacto de um novo canal de vendas seja positivo no seu negócio e não cause novos problemas.

Se você trabalha com a venda de produtos, precisa definir processos como controle de estoque, embalagem e logística, formas de envio, logística reversa… Se trabalha com venda de serviços, desenhar todo o processo de entrega, se irá somente vender o serviço online ou se a entrega também será feita remotamente. Você conhece os detalhes do seu negócio como ninguém, então pense no funcionamento ideal de todas as etapas para fechar esse planejamento.

Além disso, não se esqueça de pensar em como será feita a atração de visitantes para seu e-commerce e o atendimento online do consumidor, tanto durante o processo de compra como no pós venda.

CTA para baixar o ebook 10 estrategias personalizadas

3. Coloque sua loja virtual no ar

Nessa etapa, existem alguns caminhos que podem ser escolhidos. Você pode criar um e-commerce do zero ou escolher uma plataforma personalizável para servir de suporte para a sua loja. As duas opções oferecem vantagens e desafios.

A definição do que você irá oferecer através da venda online também é importante para esse passo. Afinal, você terá diferentes possibilidades ao escolher.

Ao eleger uma plataforma já focada em lojas virtuais, você não precisa se preocupar com questões como integração com meios de pagamento, segurança e estabilidade da rede, integrações com outras ferramentas, etc. Assim, técnicas que demandariam a contratação de um profissional especializado são facilitadas.

Aprofunde esse tópico com o artigo: Quais os principais pontos para escolher uma plataforma para loja virtual?

4. Divulgue seu novo canal de venda!

Pronto, seus produtos já estão definidos, os processos ajustados e sua loja virtual está no ar. Agora você precisa fazer com que as pessoas conheçam esse seu novo canal de vendas, certo?

Estar presente nas redes sociais já não é uma opção, é uma obrigação para as marcas. Comece por esses canais para contar para seus clientes e visitantes sobre seu e-commerce e divulgue também por lá os produtos e serviços, além de promoções e novidades.

Use também os contatos que você já tem de clientes habituais para trabalhar comunicação direta através de nutrição via e-mail mkt e explore outras formas de atrair novos visitantes, como marketing de conteúdo, inbound marketing e investimento em anúncios.

E então, pronto para começar a planejar e executar a criação da sua própria loja online para expandir seu negócio? Esperamos que você dê o primeiro passa depois de ler esse post!

*Este conteúdo foi produzido pela equipe da minestore. Conheça nossa plataforma de e-commerce e crie sua loja virtual sem limitações! Gostou do conteúdo? Acompanhe outros posts no nosso blog.

2019-04-12T09:40:09-03:0012 de abril, 2019|Gestão Empresarial|

Deixar um comentário

5 + dezesseis =