Indiscutivelmente benéfica, a tecnologia vem se apropriando, cada vez mais, do mercado de food service. Esta realidade se dá pelo fato de não haver mais por onde permanecer inerte no tempo e espaço, tampouco retroceder em ações e adequações para os estabelecimentos. Com isso, mais do que inserções de novos hábitos, temos contemplado a reunião de utilidades que os artefatos contemporâneos oferecem, nos fazendo ir além nos negócios.

Um exemplo disso, que temos acompanhado dentro dos mais diversos locais que abrangem o segmento de alimentação fora do lar, são os cardápios acessíveis nos tablets, responsáveis por agilidade, autonomia e satisfação de clientes e funcionários.

Ora, sabemos que uma das moedas mais preciosas nos dias atuais é chamada tempo. Artigo precioso, ele torna-se uma ferramenta poderosa de investimento. E é justamente aí que entram estes cardápios especiais: agilizando o serviço dos garçons e atendendo com mais rapidez os clientes, eles adequam uma das maiores necessidades humanas atuais – a celeridade – ao atendimento de qualidade, sujeito a bem menos imperfeições e insatisfações por parte dos envolvidos.

A autonomia, outra moeda de ouro, é mais um fator capaz de buscar nas raízes da economia sua razão de ser. Com um cardápio no tablet em mãos, o sujeito que faz seu pedido é capaz de adquirir seu objeto de consumo sem necessitar estar em lugares pré-determinados e em situações previamente estabelecidas, como que num ritual que precisa se acertar um conjunto de detalhes para que dê certo. A figura do garçom com um bloquinho de anotações deixa de existir para dar espaço a um sistema que substitui o deslocamento humano e suas limitações para uma mobilidade tecnológica, alinhada às suas características satisfatórias para todos os lados da operação. Se tempo é dinheiro, temos, aqui, a combinação perfeita para que esta afirmação seja uma realidade e para que seu estabelecimento lucre mais, bem como aumente a satisfação dos clientes ao ter suas necessidades plenamente atendidas.