Aos poucos os tablets vêm conquistando o lugar dos desktops no mercado brasileiro.

Uma pesquisa divulgada pela Info Exame aponta a projeção de 5,8 milhões de tablets à serem comercializados no Brasil até o final de 2013. Comparados com 2012, estes números indicam um crescimento de 89% na venda de tablets no país. A reportagem revela também uma queda no número de vendas de computadores (desktops e notebooks), 16% à menos do que o número comercializado no primeiro semestre do ano passado.

O cenário deixa claro a necessidade do mercado de inovar suas tecnologias, com o foco em dispositivos móveis. Essa evolução também está presente na área de gestão empresarial, que vai demandar o uso de ferramentas com aplicação web e layouts específicos para os tablets e smartphones. Essa evolução faz parte do dia a dia da equipe de desenvolvimento Pebbian, que trabalha para oferecer ao mercado o que há de mais moderno em ERP mobile.

A revista especializada em tecnologia, Computer World também divulgou a pesquisa sobre o mercado de computadores no Brasil. A reportagem conta que a redução da compra de PC’s ocorre em maior escala pelos usuários domésticos. Apesar das corporações estarem mais cautelosas nesta transição, já houve queda de 6% nas vendas de desktops no meio empresarial no primeiro semestre de 2013.

A era da mobilidade ganha força também pela oferta de preços mais competitivos no mercado de tablets e smartphones em contrapartida ao aumento nos preços dos computadores (desktops e notebooks). Esta elevação acompanha a variação do dólar, que deixou mais caro o valor de componentes como memória e HD. Tudo isso somado as novas exigências do mercado, como tela sensível ao toque, dispositivos ultrafinos, híbridos e conversíveis que exigem componentes sofisticados de custo mais elevado, impactando diretamente no custo final dos produtos.