Como organizar o estoque do restaurante de forma ágil e simples?

 

Em um restaurante corporativo, são inúmeros os processos a serem administrados. Da mesma forma, são vários colaboradores desempenhando diversas funções. No entanto, organizar o estoque tem sido apontado como um grande desafio aos gestores. Então, como lidar com esta gestão?

Atualmente, muito dialogamos sobre a tecnologia e suas vertentes. As ferramentas, que surgem como engrenagens em qualquer cenário em que se insere, ocasionam transformações. Sobretudo a nível de mercado.

Antes de mais nada, é importante ter em mente que as ferramentas, desenvolvidas por meio do aprimoramento tecnológico, possuem um objetivo em comum: tornar o cotidiano ainda mais prático.

Em tempos de grande exigência do mercado, somada a uma ampla concorrência, possuir um diferencial é de suma importância. Principalmente aos gestores que têm como meta a longevidade do seu empreendimento. Este diferencial pode ser agregado por meio das ferramentas tecnológicas e softwares de gestão.

É sabido que os consumidores estão mais exigentes. Você sabia que 59% dos potenciais clientes, que possuem entre 25 a 34 anos, compartilham experiências de atendimento negativas na internet?

A informação nos revela que os próprios consumidores, em detrimento do avanço tecnológico, também adquiriram outro posicionamento. Por isso, garantir excelência no serviço prestado é essencial.

Quando regressamos à pergunta inicial, “como lidar com a organização do estoque?”, a resposta parece mais tangível. Por meio do software para restaurantes!

Acompanhe-nos!

Organizar o estoque: missão impossível?

Organizar o estoque requer planejamento e, principalmente, lógica para evitar possíveis transtornos. O grande desafio para os gestores consiste nesta administração, que exige atenção redobrada.

Em empresas de grande porte, por exemplo, a quantidade dos alimentos, tais como os pedidos dos fornecedores, é mensurada, muitas vezes, de forma manual. Por meio de planilhas, o que demanda muito tempo do profissional que as preenche.

Geralmente, todo o processo é centralizado na gerente de unidade, o que pode comprometer alguma etapa, já que são várias as atribuições a serem executadas. O ideal é buscar por soluções que alinhem o controle do estoque, tornando-o mais ágil e menos manual.

Podemos destacar aqui também que é fundamental seguir a tendência de mercado e resolver o problema de tarefas centralizadas na gerente de unidade. Pode-se criar uma área que acumule tais tarefas e que deixe a gerente de unidade mais livre para focar no atendimento de qualidade ao cliente.

É importante garantir mais disponibilidade de tempo à gerente da unidade. A tendência, hoje, é que as matrizes centralizem em uma outra equipe alguns dos processos, que antes eram responsabilidade destas profissionais, para que o tempo delas seja melhor aproveitado na função de atender com qualidade máxima os tão exigentes consumidores.

Uma vez livres de tais tarefas, ainda assim, as gerentes de unidade continuam com atribuições que podem ser simplificadas, pois também consiste em uma forma para tornar o atendimento mais apurado.

Por exemplo, contar com ferramentas que possibilitam o lançamento de nota fiscal de forma automática, como se fosse um pré-nota, permite uma conferência mais ágil, evitando assim, divergência com pedidos de fornecedores, desfalques no estoque e gastos em grande escala.

Se os produtos e insumos não podem ser mensurados com exatidão, haverá lacunas. Inclusive, boa parte irá se convergir em transtornos e prejuízos ocasionados por desperdícios ou escassez de mercadorias.

A par do cenário, cabe aos gestores buscar por soluções para reduzir riscos e aumentar sua produtividade.

Poder contar com softwares que centralizam informações relevantes do estoque, tornando-as mais acessíveis aos gestores, é uma estratégia que deve ser considerada.

A resposta está na própria tecnologia

A adoção de um sistema para restaurantes corporativos é capaz de auxiliar os gestores na organização do estoque. Por isso, se encontrar adepto à tecnologia é o primeiro passo.

A Teknisa, referência em soluções tecnológicas por meio de softwares de gestão, oferece uma ferramenta valiosa aos gestores. Principalmente no momento de organizar o estoque.

Por meio do sistema TecFood, líder no segmento de gestão para refeições coletivas, é possível prever um controle de estoque com agendamentos de inventários, auditorias sem manipulações de resultados e controle de acesso restrito. Todas essas soluções são viabilizadas pela função “Estoque Cego”.

Essa aplicação do sistema torna mais simples alguns processos, como o de envio de NF, que evita discrepância nos pedidos dos fornecedores, desfalques no estoque e gastos desnecessários. Situações comuns a diversos gestores do setor, conforme citadas anteriormente.

Além disso, o sistema também permite uma visualização mais detalhada dos dias de estoque dos produtos. E o que é melhor: sem comprometer o planejamento já estipulado pela matriz ou filial. Também permite, da mesma forma, outros tipos de estratégias a partir do diagnóstico recebido pelo sistema TecFood.

Conclusão

Perceba quantas questões podem ser resolvidas por meio da adoção do sistema para restaurantes:

  • Centralização de informações sobre o estoque;
  • Liberação da gerente da unidade para outras atribuições;
  • Controle mais assertivo dos dados;
  • Redução de gastos desnecessários,
  • Minimização de discrepância entre os pedidos dos fornecedores, além dos desfalques no estoque.

Diante de tantas vantagens, não optar pelo sistema é um posicionamento incoerente para com a sua empresa. E, por que não dizer, também com os seus colaboradores.

Organizar o estoque pode ser uma tarefa apurada. Opte pelo sistema TecFood e disponha de bons resultados em curto e longo prazo!

Curtiu as dicas? Acredita que a adoção do sistema TecFood é essencial ao seu empreendimento? Não deixe de comentar! 🙂

2018-12-07T10:20:00+00:0025 de abril, 2018|Gestão em Alimentação|

Deixar um comentário

doze − oito =