As soluções para a Indústria Farmoquímica estão de acordo com recomendações da Anvisa para os sistemas computadorizados.

Validar os sistemas computadorizados dentro das recomendações das Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos e Boas Práticas de Laboratório definidas pela Anvisa, é uma exigência para qualquer empresa de software que trabalha com soluções específicas para a Indústria Farmoquímica.

Para cumprir essas adequações, a Teknisa trabalha em conformidade com o Guia de Validação de Sistemas Computadorizados, tema de uma entrevista recente, divulgada pelo portal Boas Práticas. Na entrevista, o especialista em tecnologia da informação e administração, Flavio Kawakami, aponta que o uso do Guia proporciona a “diminuição dos riscos que o sistema apresenta para a qualidade do produto e/ou integridade das informações”.

Kawakami acrescenta que a validação dos sistemas é uma atividade muito importante, pois agrega ao processo maior segurança e rastreabilidade, proporcionando maior qualidade no resultado dos produtos e processos das empresas e, ainda, resultando em redução de custo durante e/ou após o projeto.

O Guia de Validação de Sistemas Computadorizados se aplica em sistemas de empresas que executam atividades de fabricação e distribuidoras de insumos farmacêuticos e medicamento observando o cumprimento recomendado nas Boas Práticas de Fabricação e Boas Práticas de Laboratório.

Pensando nisso a Teknisa oferece soluções adequadas para a segurança da informação, são elas: Estoque, Controle de Produção e Controle de Qualidade. Ao adquirir o software, é preciso validar o sistema antes de usar. Para isso, é necessário seguir o Guia de Validação de Sistemas Computadorizados da Anvisa, que já foram validadas dentro das soluções Pebbian e podem ser utilizadas em laboratórios sem gerar necessidades de adequações.