Entre em contato pelo formulário abaixo

×

Assine a newsletter Teknisa

×

Planejamento de cardápio no restaurante corporativo

O planejamento de cardápio no restaurante corporativo pode otimizar toda a cadeia produtiva organizacional do estabelecimento, reduzir o desperdício e os custos em até 2%. É sério, essa porcentagem significa muito!

Um diferencial fundamental no segmento do Food Service é a qualidade, ou expressa de forma mais abrangente, a gestão da qualidade do serviço, simplesmente não é mais oferecer cardápios que atendam a determinadas especificações e garantam a segurança alimentar, é preciso ir além, aumentar a percepção de valor dos clientes e fidelizá-los, porque experimentam que realmente lhes é dado algo para além da simples oferta de menus.

As empresas prestadoras de serviços de alimentação coletiva precisam manter a melhoria contínua de seus recursos e processos, e gerenciar seus serviços com a qualidade total que os consumidores exigem. E, sabendo que a base do processo de trabalho em um restaurante para coletividades é o cardápio, e que é ele que vai guiar todas as etapas do fluxo produtivo, é crucial considerar alguns fatores no momento da sua elaboração, tais como:

  • Necessidades nutricionais;
  • Estimativa de custo;
  • Hábitos alimentares dos comensais;
  • Disponibilidade de insumos alimentícios;
  • Estimativa do número de refeições;
  • Otimização do tempo de cocção dos alimentos;
  • Recursos humanos, disponibilidade das áreas e equipamentos da UAN (Unidade de Alimentação e Nutrição) etc.

Certamente que todo Gestor de Unidade (GU) de uma UAN sabe que a falta de um bom planejamento de cardápio implica em mudanças de última hora e, consequentemente, a geração de compras desnecessárias, desperdícios de insumos, aumento de gastos, além de revelar o pior: uma má gestão.

O planejamento de cardápio no restaurante corporativo requer mais do que uma boa quantidade de receitas e ideias inovadoras, ele é um instrumento que pode impactar toda a infraestrutura do seu restaurante corporativo.

Entenda neste artigo qual a importância em fazer um bom planejamento de cardápio.

Boa leitura!

O que você vai ler neste blog

Cálculo de retorno do investimento financeiro com sistemas para gestão de restaurantes corporativos

REDUZA 2.0% no Cardápio, 2.0% nas Compras, 1.5% no Estoque,
AUMENTE 1.5% no Faturamento,
ECONOMIZE em média de 7% ao mês!
Quer saber como? Você pode fazer o cálculo agora mesmo!?

 

 

O que é planejamento de cardápio?

Em restaurantes corporativos, o planejamento do cardápio é de extrema importância, apesar de ser uma tarefa complexa para os gerentes de unidades, uma vez que devem considerar a saúde e uma dieta nutritiva adequada aos costumes da clientela.

O planejamento de cardápio é o direcionador da cadeia de produção quanto ao que será produzido, quando produzir, em que quantidade, quais insumos utilizar, entre outros procedimentos da cadeia produtiva de um restaurante corporativo. E, por isso, é uma rotina fundamental!

É comum que restaurantes corporativos tenham desafios, como:

  • Controlar o grande volume de refeições servidas ao mesmo tempo;
  • Atender seus clientes (trabalhadores da empresa contratante) com um cardápio mais restrito;
  • Atender às restrições contratuais;
  • Elaborar refeições nutritivas e saborosas sem utilizar insumos caros;
  • Elaborar o cardápio considerando meta de custo preestabelecida por “Serviço” e análise instantânea do pré-custo do cardápio;
  • Lidar com o ciclo de cardápio;
  • Reduzir os custos a partir da elaboração de cardápio;
  • Combinar os nutrientes necessários e, ao mesmo tempo, considerar os custos envolvidos: insumos, descartáveis e custos fixos (água, luz, mão de obra, etc.);
  • Ter acesso a relatórios para o acompanhamento diário e eficiente do custo planejado x realizado do “Serviço”;
  • Gerir, padronizar e revisar com dinamismo as receitas, as fichas técnicas de alimentos por UAN – Unidade de Alimentação e Nutrição – o cardápio cíclico e a exibição de Ranking de Pratos.

Por isso, planejar o cardápio com antecedência não só otimiza a organização da sua equipe de cozinha como torna todos os processos mais eficazes. Além disso, reduzirá o desperdício de alimentos, o que impacta diretamente nos custos; melhora a eficiência de compra e o armazenamento dos insumos.

E para que serve o planejamento de cardápio?

Um dos motivos para planejar um cardápio é para alcançar a excelência e a organização do que se irá produzir. Focar nas necessidades nutricionais, preferenciais, pessoais, etc. das pessoas que vão consumir as refeições é primordial. Com um sistema para o planejamento de cardápio é mais simples, rápido e econômico alcançar o objetivo que atende tanto ao negócio quanto aos comensais.

Geralmente, para o consumidor a qualidade é o fator que mais agrega credibilidade aos produtos alimentícios, e as empresas de refeições coletivas que investem em um planejamento de cardápio de qualidade têm mais chance de obterem sucesso.

Para estabelecer a confiança das empresas contratantes de refeições terceirizadas é fundamental contar com uma gestão da produção de refeições qualificada e eficiente, capaz de realizar o planejamento de cardápio com mais qualidade e responsabilidade, adotando as melhores práticas a fim de evitar o desperdício e a oneração dos custos de produção.

Mas, qual a melhor forma de gerenciar o processo produtivo e obter uma alimentação segura e com qualidade em um estabelecimento corporativo? Acompanhe e entenda um pouco mais!  🙂

Por que planejar a produção das refeições? Em que a gestão de cardápios pode ajudar?

Compreender o conceito do restaurante coletivo e o mercado-alvo que está sendo alcançado auxilia os gestores das Unidades de Alimentação e Nutrição a desenvolver uma lista dos principais ingredientes para facilitar na gestão da cozinha e na elaboração do cardápio.

Mas, o que considerar na hora de fazer o planejamento do cardápio?

O planejamento de cardápio deve levar em consideração as 4 leis da alimentação:

  • Quantidade: Atendimento às necessidades nutricionais.
  • Qualidade: Alimentação completa, variada e segura.
  • Harmonia: Alimentação equilibrada.
  • Adequação: Alimentação adequada a cada indivíduo.

A decisão de oferecer pratos e guarnições diversificados parece atrativa, a priori. Entretanto,  os nutricionistas ou os GUs dos restaurantes corporativos sabem que quanto maior for a variedade, maior será a quantidade de diferentes matérias-primas, de processos de produção, de equipamentos etc.

Um cardápio mais enxuto exige menos insumos, realizar compras inteligentes, facilita o controle da produção, reduz a necessidade de muitos fornecedores, além do controle de estoque e armazenamento. Além disso, facilita o controle da cozinha, dos custos, e reduz a mão de obra. (Lembrando que o fornecimento de ingredientes de comerciantes locais ou produtos sazonais também pode ser conveniente para ajudar a reduzir os custos dos alimentos).

Uma vez que o conceito de menu e os ingredientes são decididos, é hora de analisar o custo associado a cada prato. Um programa de gerenciamento como a ficha técnica de alimentos pode organizar e auxiliar a acompanhar os custos específicos do cardápio.

Com base nos totais de custos adicionados, a ideia de redução de preços pode ser explorada. Ajustar os fornecedores de alimentos ou restabelecer alguns itens do cardápio são métodos para garantir espaço suficiente para o lucro.

Leve o planejamento do cardápio muito a sério!

Sabendo que em um restaurante corporativo é alto o volume de refeições que devem ser servidas ao mesmo tempo, é hora de pensar em ter uma ferramenta referência no mercado para estruturar seu cardápio para que a quantidade e qualidade de refeições servidas sejam mais acertadas, certo?  Nesse caso, o que pode ajudar?

Você pode investir em soluções inteligentes e tecnológicas que otimizam o processo, para mensurar os dados e a necessidade de compras, em tempo real, para a realização do planejamento de compras com melhor preço e custos de produção.

Vale ressaltar que o melhor não significa necessariamente o menor preço, mas sim, o preço mais econômico, logo, a melhor condição. É preciso avaliar a forma de pagamento, prazo para o pagamento e se há aproveitamento de crédito.

Ao definir o volume de compras, os cardápios planejados e uma programação pré-estabelecida, de acordo com as Unidades de Alimentação atendidas, o gestor poderá contar com bons argumentos no momento da negociação. Aumentando assim, o seu poder de barganha e, consequentemente, a margem de lucro com a redução de custos, realizando compras inteligentes.

Nesse caso, vale destacar que o ERP para alimentação TecFood by Teknisa é um sistema de gestão da produção de refeições que atende gestores que necessitam de ferramentas para garantirem o sucesso do negócio que se inicia a partir de um bom planejamento do cardápio centralizado ou descentralizado. Tudo para que o líder opte pela opção mais coerente para o seu negócio.

A partir do apoio de uma ferramenta como o TecFood, você poderá disponibilizar opções aos seus clientes de forma estratégica, evitando prejuízos ao estabelecimento como um todo.

Como aumentar a margem de lucro do seu restaurante corporativo com pequenas ações?

Um dos pontos fundamentais para que um restaurante corporativo ou comercial seja lucrativo é que o preço médio de cada menu corresponda ao seu custo de produção. Assim, o investimento em cada ingrediente é sempre recuperado. Para ter controle sobre isso, podemos observar detalhadamente as sobras que ficam em cada prato. Isso nos permite ajustar constantemente as quantidades e os ingredientes com base na demanda real e assim, evitar servir mais e gastar mais.

Há produtos que, apesar de melhorarem um prato, geram prejuízos, pois apenas uma parte da compra pode ser aproveitada, por exemplo, ou por não ser um prato muito popular, ou porque é necessário mais tempo de produção, desequilibrando os custos no mês. Nestes casos, é melhor substituir este ingrediente por outro ou até pensar em retirar o prato do menu. Desta forma, garante-se que as margens de lucro sempre aumentarão e evita-se perdas com tabelas cheias.

Mas para ter um controle correto e real sobre esses pontos relatados, é necessária a necessidade de um software de gestão de cardápios, pois dentro de um restaurante, várias áreas devem ser gerenciadas e o registro de toda a operação deve ser feito de forma precisa e rápida. Com o auxílio de um sistema a tomada de decisão é feita com mais acertos, evitando perda de tempo e dinheiro.

Assista ao case de sucesso da Cozzi e saiba como ela melhorou seus resultados financeiros usando o TecFood.

“Encontramos as soluções Teknisa, que puderam realmente agregar valor na nossa empresa, nos apoiar na tomada de decisão, e melhorar muito, a gestão dos nossos processos (…).”
Pedro Suassuna, sócio e diretor da Cozzi.

Cardápio inteligente é a estrela do food service! Você conhece?

A corrida dos gestores de Unidades de alimentação para alcançar alto desempenho na produção de refeições está em identificar etapas da rotina do restaurante que consomem um tempo valioso, afetando até mesmo o cumprimento de outras tarefas também necessárias.

É exatamente no momento de planejar o cardápio que o tempo é consumido exageradamente. Apesar de ser uma etapa de extrema importância, ela pode ser realizada em menos tempo e prevendo o máximo de redução de custos. Você deve estar se perguntando como isso é possível.

O que você acha de ter um sistema gerador de cardápios de forma automática que respeita as regras contratuais, a meta de custo planejado e todos os parâmetros que hoje são configurados manualmente pela nutricionista? Muito bom, não é?

A Teknisa, com base em sua expertise em soluções para a gestão do food service lançou a novidade: o sistema Otimizador de Cardápio Inteligente, uma nova solução integrada ao sistema TecFood para transformar a rotina e aumentar a produtividade das nutricionistas planejadoras. A solução gera diversos cenários para o cardápio do seu restaurante corporativo de forma automática.

Uma Pergunta Frequente: “Há uma solução que gera diversos cenários para o cardápio do meu restaurante corporativo de forma automática?”
Sim! Essa é a resposta que você esperava para mudar a realidade do seu negócio!

Conheça algumas das funcionalidades do Sistema Otimizador de Cardápios e saiba quais os benefícios de integrá-lo à sua empresa de alimentação. Garantindo ainda,  a centralização e integração de todas as informações em um único local.

O conselho é que você considere contar com o Sistema Otimizador de planejamento de Cardápios e passe a diminuir custos e melhorar o desempenho das tarefas rotineiras do seu restaurante corporativo. Assim você obterá ganhos relevantes para o seu negócio, como o aumento da produtividade, organização, gestão do tempo e performance de atendimento ao seu cliente.

Como o Sistema Otimizador de Custos de Cardápios você poderá:

  • Elaborar cardápios ideais com as melhores combinações de pratos;
  • Cumprir as regras contratuais, observando o orçamento financeiro no momento de gerar os cenários para os cardápios;
  • Definir as restrições por grupos de pratos;
  • Poder utilizar grupo de pratos na semana;
  • Planejar os cardápios considerando frequência de produtos por grupos de pratos; frequência de grupos de pratos; frequência de pratos, etc.;
  • Selecionar produtos, serviços e pratos com base nas métricas de consumo e atratividade;
  • Verificar qual é o melhor cenário sugerido para o dia, semana, mês ou temporada;
  • Extrair registros dos vários tipos de custos ou usar os resultados da pesquisa de satisfação para avaliação e escolha dos pratos.

Se quiser conhecer o Otimizador de cardápios, entre em contato conosco! No final deste artigo tem um espaço para você enviar sua solicitação.

Assista ao vídeo que cita 3 desafios que os restaurantes corporativos enfrentam no dia a dia e as 04 dicas para otimizar o planejamento de cardápios e evitar prejuízos!

Elabore um cardápio diversificado em seu estabelecimento

Quando pensamos em alimentação fora do lar, a qualidade da alimentação deve ser sempre o principal foco. Para isso, é necessário dispor de um planejamento de cardápio estratégico contando com informação nutricional do cardápio somada à performance de uma equipe qualificada para o preparo da refeição empresarial.

Em um mercado em que os consumidores se veem cada vez mais atentos e exigentes  — , tanto de produtos como de serviços oferecidos — cabe aos gestores suprirem cada expectativa, conhecer o perfil dos comensais do local, atender às preferências, garantindo assim, a fidelização do cliente.

Sendo assim, é essencial se atentar às tendências do cenário de alimentação fora do lar. Desse modo, haverá mais norteamento das estratégias elaboradas para aumentar a satisfação dos clientes como um todo.

Adote tendências para fazer o planejamento de cardápio do seu restaurante corporativo

As tendências do comportamento dos clientes podem ter impacto no planejamento do cardápio. Afinal, acompanhar essas tendências é importante ao desenvolver novas receitas e itens do cardápio que auxiliam a manter a lucratividade para seu restaurante corporativo.

Por exemplo, a demografia desempenha um grande papel no planejamento do cardápio devido à disponibilidade e à qualidade dos alimentos em determinada região. Uma série de fatores entram em uma escolha por parte dos consumidores de onde comer e o que comer. Um menu deve estar pronto para atender a todos os tipos de clientes, sejam eles vegetarianos, não vegetarianos, alérgicos, entre outras necessidades.

Para o bom andamento do restaurante deve-se planejar o cardápio levando em conta fatores como a sazonalidade e disponibilidade dos fornecedores etc.

Além disso, o planejamento de cardápios será diferente com base no tipo de cardápio em que a operação de food service está focada. Imagine que o restaurante corporativo seja dentro de uma fábrica de automóveis, onde os trabalhadores necessitam de um alto consumo de carboidratos e proteínas. Se você oferecer lagosta para este público, além de não encontrar esse tipo de produto com facilidade, você precisará manter um grande estoque de um produto consideravelmente caro.

Sendo assim, estabelecer um cardápio adequado significa atender clientes com necessidades alimentares específicas, mantendo no cardápio opções saudáveis que se referem aos cuidados com a saúde e ao estilo de vida dos trabalhadores.

Gestão nutricional e harmonia do cardápio

Em busca de uma vida mais saudável, boa parte dos consumidores buscam se adaptar ou mudar seus hábitos, principalmente os alimentares.

Quando estamos falando de buscar por opções mais naturais, não estamos falando necessariamente de gostos pessoais. Há que se levar em consideração, também, restrições alimentares, como intolerância à lactose ou ao glúten.

Sabendo disso, os gestores de restaurantes corporativos têm buscado se adequar ao hábito alimentar dos clientes, proporcionando opções mais saudáveis para consumo. E o que pode auxiliá-los nessa tarefa?

Com o auxílio de um sistema de planejamento de cardápio é possível realizar a gestão nutricional, além de planejar a produção dos serviços. Tudo isso com harmonia do cardápio, através de visualização por cores conforme o grupo de alimentos, garantindo o equilíbrio do cardápio.

Sabendo disso, aqui vai uma pergunta: a sua empresa de alimentação corporativa está  pronta para atender a essa demanda? Você sabe quais estratégias devem ser adotadas? Vamos falar sobre essas questões. Continue a leitura!

Baixe o E-Book Gratuito “07 Erros ao planejar um cardápio”

 

7 erros ao planejar um cardápio

Pesquise seu público para planejar cardápios mais saudáveis!

Ao longo dos anos, as tendências na gastronomia tem se modificado com o surgimento de novas tecnologias, mudanças nos costumes, comportamentos e gostos dos consumidores.

Caso seu restaurante corporativo ainda não invista efetivamente em um cardápio saudável, saiba que, antes de incluir novos itens no menu, é necessário ter em mente algumas estratégias.

A primeira estratégia é estudar seu público-alvo. Analise se os seus clientes demandam por esse tipo de alimentação ou se você, comumente, se depara com situações que envolvam o tema. Procure anotar esses casos.

Você sabe as pessoas que consomem as refeições de seu restaurante pensam?

Para auxiliá-lo na investigação é possível contar com pesquisas de satisfação, que ajudam a obter uma devolutiva mais direta dos consumidores. Você pode aplicá-las nas unidades de seus restaurantes, utilizando um Totem de autoatendimento; e de qualquer local. Também pode ser através de Aplicativos ou a partir de uma leitura de QR Code pelos smartphones. O que for mais condizente com o perfil dos clientes!

Com os feedbacks em mãos, você consegue entender se mudanças serão necessárias e de que forma serão feitas.

Caso, após a aplicação da pesquisa, fique evidente a necessidade de acrescentar opções saudáveis ao cardápio, ou novos pratos, opções… conte com ferramentas específicas para analisar e para trabalhar o controle de custos na cozinha com base nas metas de custos preestabelecidas.

Analisar custos evita a perda de recursos. E é claro que, antes de incluir novas opções ao cardápio, é necessário levantar custos e estudar orçamentos. Isto é, ninguém deseja sair no prejuízo, certo? Até porque, todo e qualquer dinheiro gasto com a compra de matérias-primas irá impactar diretamente a receita da sua empresa.

A análise dos custos, somadas às alternativas condizentes com as preferências dos consumidores, por contrato, também antecedem o processo de planejamento de cardápio, tornando-o mais assertivo.

Adote boas práticas na realização dos processos que envolvem planejamento de cardápio e produção de refeições

Como já abordado, os restaurantes corporativos lidam com grandes desafios em suas rotinas, seja na área de administração, no planejamento e até na execução dos processos. Mas, o que pode auxiliar os gestores a lidarem com cada obstáculo?

Você sabe o que é workflow e a que essa expressão se refere?

O termo Workflow é relacionado aos fluxos de trabalho da empresa. E, não é só isso. É também o encadeamento dos processos que flui de um ponto para o próximo, a fim de automatizar as rotinas do negócio.

Por meio de regras pré-estabelecidas, uma empresa pode optar por adotar a tecnologia para automatizar processos. Isso trará uma verificação eficaz das rotinas dos processos, o modo como está sendo realizado e a apuração das informações para que o workflow de planejamento e de produção de refeições seja realizado.

Dessa forma, aperfeiçoando os processos através da tecnologia, os líderes podem investir na padronização de receitas e no uso correto de produtos para o planejamento de cardápio, visando sua produção com o máximo de perfeição.

Com isso, a necessidade de garantir a produtividade aliada à excelência no cumprimento do serviço contratado é suprida. Para tanto, pesquise alternativas que atuem como padronizador desses processos, em nível estratégico e operacional dos negócios.

Enquanto ocorre o planejamento de cardápio, tire o melhor proveito

Você sabia que os consumidores de suas refeições apresentam expectativas quanto ao serviço prestado e que, quando comparados com a sua experiência após o consumo, formarão a percepção de qualidade que será atribuída aos seus restaurantes?

“Esta avaliação se dá através da comparação entre o que o consumidor esperava e o que ele percebeu do serviço prestado.” (Gianesi e Corrêa, 1994).

Gerenciar as expectativas dos consumidores pode ser um dos maiores desafios enfrentados por empresas de qualquer segmento. Sendo assim, o que pode ajudar?

Nesse cenário, os gestores podem contar com a  tecnologia, isto é, software para cozinha industrial, bem como aplicativos para gerenciar o cardápio, considerando as regras nutricionais, regras contratuais da Unidade atendida, metas de custos por Serviços, preferências do consumidor, combinações dos pratos, bem como a gestão completa da produção utilizando recursos de software específicos para concessionária de alimentação.

Análise de custos enquanto planeja o cardápio: como funciona?

Um bom sistema de gestão para restaurantes corporativos deve também permitir que o gestor analise os custos enquanto realiza o planejamento de cardápio, para rápidas alterações, garantindo que a produção atenda a meta de custo preestabelecida, também considerando a sazonalidade dos gêneros alimentícios e os nutrientes recomendados às pessoas que vão consumir as refeições.

Os nutricionistas ou gerentes de Unidades devem se atentar às sazonalidades dos insumos para fazer o planejamento de cardápios — mesmo sabendo que alguns ingredientes poderão ser encontrados o ano todo.

Saber a sazonalidade dos produtos determina qual a melhor época para a compra de cada produto. Assim, é possível encontrar produtos de melhor qualidade e de melhor preço de mercado. Note a diferença dos rabanetes em julho que estão bons e com preços em conta, por exemplo, e mais caros e com baixa qualidade no mês de abril. Não é mesmo?

Vale lembrar que é muito importante para os planejadores investirem na padronização de receitas, e no uso correto de produtos, devido à necessidade de garantir o cumprimento do contrato (per capitas, frequência de pratos e produtos, etc.).

Nesse caso, apostar  em  soluções que atuam como o automatizador e padronizador dos processos, e acima de tudo, oferecem total apoio à equipe de planejamento, é essencial para o seu negócio.

 

Tabela de pratos

Como o planejamento de cardápio ajuda a minimizar o desperdício de alimentos

Você sabia que ao incorporar pequenas práticas na gestão de um restaurante corporativo pode-se evitar até 30% do desperdício alimentar?

Obviamente que oferecer opções saudáveis e uma alimentação apetitosa é importante. Mas o lado B desse mundo ideal para uma alimentação saudável encontra-se no desperdício alimentar. Então, por que tanta comida é jogada fora?

O funcionamento e a oferta dos restaurantes corporativos, junto ao comportamento dos clientes podem provocar alguns problemas que terminam em desperdício alimentar.

Sem uma orientação quanto à redução de sobras, falta de revisão das receitas e um bom planejamento alimentar, perde-se o controle da produção da comida, além de ser gerado um excesso de compras desnecessárias — gastos e sobras excessivas.

Confira algumas dicas para reduzir o desperdício de alimentos no restaurante para coletividades com o planejamento de cardápio:

  1. Analise os resíduos dos seus restaurantes coletivos

Para corrigir um problema, você deve primeiro saber onde ele está, por quais motivos ele ocorre e quais as implicações para o seu negócio.

Quantos quilos de carne você joga fora por dia? Você sempre tem uma demanda maior para vegetarianos ou veganos? Além dos cardápios, também devemos ajustar o tamanho das porções etc. Tudo isso só pode ser conhecido se você analisar detalhadamente seus resíduos.

2. Conscientize sua equipe

Na redução do desperdício alimentar é necessário o empenho de toda a equipe. Você pode organizar sessões de treinamento e conscientização ou oferecer incentivos para metas de redução mensais para auxiliar nesse controle. Falar sobre ações sustentáveis ​​é essencial para a conscientização de todos.

Até recentemente, falar sobre prevenção de resíduos em restaurantes era um assunto tabu. Se você falasse em ajustar porções ou políticas de prevenção de desperdício, o cliente levantaria uma sobrancelha para você pensando: “O que você quer é economizar dinheiro”. Agora, a situação é diferente. Não só temos o argumento financeiro como os impactos ambientais.

Mesmo que controlemos o desperdício, às vezes é impossível equilibrar exatamente o consumo do cliente com a produção da cozinha. Se o que sobrar não puder ser usado para outras produções internas, não se preocupe, você pode continuar a ter lucro econômico vendendo-os por meio de um aplicativo interno para que as pessoas possam levar seu jantar ou lanche para casa.

Por que estou interessado em reduzir o desperdício se já incluí o custo no meu preço?

O custo de jogar fora os alimentos não vem apenas do preço pago pela matéria-prima. Existem muitos custos indiretos que raramente são incluídos nas cobranças: custo de mão de obra, energia e água para produzir os restos de comida, a taxa de resíduos etc.

Além de reduzir custos, e mais do que você imagina, também é interessante controlar e reduzir o desperdício de alimentos por dois motivos:

1. Reduzir os problemas ambientais

Em um contexto de emergência climática como este de hoje em dia, cada gesto conta para reduzir o impacto negativo de um negócio no planeta. Reduzindo o desperdício, optando por mais opções de vegetais… pequenos gestos que tornam os seus restaurantes mais preocupados com o meio ambiente.

2. Melhorar a imagem corporativa

O consumidor está cada vez mais consciente do impacto que suas escolhas têm no planeta, e a alimentação pode ser a primeira delas. Saber que um restaurante leva isso em conta, melhora a imagem perante os comensais e perante a própria concorrência. Até para os colaboradores: todos terão orgulho de fazer parte de uma empresa que contribui para a sustentabilidade, dessa forma.

Conclusão

Ao longo deste blog, procuramos demonstrar a importância de realizar o planejamento de cardápio no restaurante corporativo para obter excelência na gestão de produção dos negócios.

Nesse caso, o gestor que decide contar com o auxílio da tecnologia, para fazer  a  gestão de cardápio, usufrui de diversas funcionalidades, como:

  • Padronização desde receitas por local;
  • Elaboração de cardápio;
  • Análise do  pré-custo do cardápio, entre outras.

Além dessas vantagens, o gestor conta com a avaliação dos custos diretos com as compras de insumos e dos custos indiretos com água, luz e mão de obra.

Através do planejamento de cardápio no restaurante corporativo, realizado de maneira otimizada, toda a cadeia produtiva do negócio será impulsionada, além de contribuir para a redução do desperdício e dos custos através de compras mais inteligentes, com quantidades acertadas e com melhor preço econômico.

Não podemos deixar de mencionar os dados alarmantes do desperdício global em restaurantes fast-food, por exemplo, que chegam a 9,55%. De todos os ingredientes comprados por um estabelecimento, cerca de 10% vão pro lixo. No Brasil, cerca de 41 mil toneladas de alimentos são desperdiçados diariamente*.

Evite contribuir com essa estatística. Invista em um software para planejamento de cardápio!

O que você achou do texto? Deixe o seu comentário abaixo e compartilhe em suas redes sociais. Esperamos que o conteúdo tenha ajudado. Até a próxima! 🙂

 

Ficou interessado em saber mais sobre o assunto?

Então não deixe de entrar em contato com um de nossos consultores. O bate-papo é sem compromisso! :)

Escolha o produto ideal para seu tipo de empresa

Os produtos Teknisa são para empresas pequenas, médias e grande porte

  • ODHEN: Automação Comercial
    Bares, Restaurantes, Pizzarias, Lanchonetes, Hamburguerias, e similares.
  • TECFOOD: Alimentação corporativa
    Restaurantes corporativos, Alimentação Hospitalar, Merenda Escolar, Catering Aéreo, Buffets e Eventos, UANS, Refeições Transportadas e similares.
  • PEBBIAN ERP: Indústrias
    Indústrias de Alimentos, de Bebidas, Indústrias de Cosméticos, Químicas e Farmacêuticas.
  • SM: Gestão de Facilities
    Empresas prestadoras de serviços, Limpeza e serviços gerais, Jardinagem, Segurança e similares.
  • HCM: Gestão de RH e DP
    Empresas de todos os segmentos, que tenham interesse em uma solução para Folha de Pagamento, Ponto, Benefícios, Encargos Sociais e Trabalhistas e Saúde e Segurança do Trabalho etc.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Reddit

Entre em contato pelo formulário abaixo: