É sabido que a principal atividade de um nutricionista dentro de um restaurante corporativo, é o planejamento de cardápio. Ou, pelo menos, deveria ser.

Mas, quem trabalha nessa área percebe que, na maioria das vezes, as coisas não funcionam bem assim.

Um nutricionista precisa também fazer compras, cuidar do estoque, se atentar ao orçamento e ainda tratar de restrições contratuais. Tudo isso, naturalmente, dentro de metas e prazos estabelecidos pela empresa.

Dentre tantas atividades, como dar a atenção necessária ao planejamento de cardápio — levando em consideração acompanhamento de safra e entressafra, cálculo nutricional dos alimentos, quantidade de per capita e de insumos usados — sem deixar de lado todas as outras questões que também são de sua responsabilidade?

Descubra acompanhando o nosso post de hoje! 🙂

planejamento de cardápio

Rotina dos nutricionistas: como lidar?

Diante das inúmeras obrigações a serem exercidas em um restaurante, os nutricionistas se veem em um impasse. A problemática de como gerir o tempo mais assertivamente, de forma a conciliar com todas as tarefas a serem realizadas pelos nutricionistas.

É claro que esse cenário é inerente a qualquer âmbito profissional. Mas, nesse caso específico, o nutricionista pode, e deve, contar com grandes aliados para desempenhar o seu trabalho. De forma mais prática e rápida, diga-se de passagem.

Para ter tranquilidade no trabalho e conseguir gerir todas essas funções com eficiência, o ideal é buscar o auxílio de um software específico para o segmento. Assim, é possível ganhar mais agilidade no seu dia a dia, além de resultados mais eficientes.

Mas, você sabe quais benefícios os softwares podem agregar ao profissional e ao estabelecimento? Acompanhe!

CTA para baixar o ebook 7 erros ao planejar um cardapio

Como a tecnologia atua na prática?

Sabendo que a tecnologia é uma grande aliada aos gestores, e também aos nutricionistas, leve em consideração sua adesão.

Dito isso, busque uma ferramenta que seja capaz de te assessorar no planejamento de cardápio, e que trate questões como:

  • Adequação de per capita;
  • Quantidade de insumos usados diariamente;
  • Controle do resto ingesta e sobra limpa;
  • Fichas técnicas;
  • Cálculo de fator de correção;
  • Cálculo de fator de cocção;
  • Além de controle de custo de água, luz, mão de obra, material de limpeza e matéria-prima, claro.

Tendo uma ferramenta específica para o segmento, é possível tratar ainda questões analíticas. Como por exemplo:

  • Se o per capita está de acordo com o planejamento;
  • Se o cardápio do mês não está sendo repetido;
  • Se as metas de custos foram atingidas.

Todas as tratativas acima auxiliam o nutricionista para que ele obtenha melhores resultados e com mais qualidade ao fim de cada mês.

Para facilitar, é possível ainda utilizar apps para pesquisa de satisfação, buscando sempre fidelizar o cliente e satisfazendo-o cada vez mais!

Bons softwares de restaurantes corporativos te auxiliam também na logística da gestão de refeições transportadas, com auxílio de mapa de distribuição e na avaliação dos custos de cada unidade em tempo real, por meio de indicadores.

Vale lembrar que a tecnologia pode aumentar, em até 78%, a performance da sua equipe!

Curtiu o texto? Não deixe de comentar e compartilhar em suas redes sociais. Esperamos ter ajudado. Até a próxima!

Ficou interessado em saber mais sobre o assunto?
Então não deixe de entrar em contato com um de nossos consultores.
O bate-papo é sem compromisso! 🙂